quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

OVNIs

                                                     OVNIs


Devido as grandes distâncias interestelares, e a limitação da velocidade a velocidades menores que a velocidade da luz pela relatividade de Einstein, não é possível viajar  até outras estrelas e seus possíveis planetas. O ônibus espacial da NASA viaja a aproximadamente 28 000 km/hr e, portanto, levaria 168 000 anos para chegar a estrela mais próxima, que está a 4,4 anos-luz da Terra. A espaçonave mais veloz que a espécie humana já construiu até agora levaria 80 mil anos para chegar a estrela mais próxima.

O Dr. Bernard M.Oliver (1916-1995), diretor de pesquisa e vice-presidente da Hewlett-Packard Corporation e co-diretor do projeto de procura de vida extraterrestre Cyclops da NASA, calculou que para uma espaçonave viajar até essa estrela mais próxima a 70% da velocidade da luz, mesmo com um motor perfeito, que converte 100% do combustível em energia (nenhuma tecnologia futura pode ser melhor que isto), seriam necessários 2, 6 x 1016 MWatts, equivalente a toda a energia elétrica produzida hoje em todo o mundo, a partir de todas
as fontes, inclusive nuclear, durante 100 mil anos, e, ainda assim, levaria 6 anos só para chegar lá. O importante sobre esse cálculo é que ele não depende da tecnologia atual (eficiência de conversão de energia entre 10 e 40%), pois assume um motor perfeito, nem de quem está fazendo a viagem, mas somente das leis de conservação de energia. Essa é a principal razão por que os astrônomos são tão céticos sobre as noticias que os OVNIs (Objetos Voadores Não identificados), ou UFOs (Unidenti_ed Flying Objects) são
espaçonaves de civilizações extraterrestres. Devido _as distâncias enormes e gastos energéticos envolvidos, é muito improvável que as dezenas de OVNIs noticiados a cada ano pudessem ser visitantes de outras estrelas tão fascinados com a Terra que estariam  dispostos a gastar quantidades fantásticas de tempo e energia para chegar aqui. A maioria dos OVNIs, quando estudados, resultam ser fenômenos naturais, como balões, meteoros, planetas brilhantes, ou aviões militares classificados. De fato, nenhum OVNI jamais deixou evidência física que pudesse ser estudada em laboratórios para demonstrar sua origem de fora da Terra.

Quatro espaçonaves da Terra, duas Pioneers e duas Voyagers, depois de completarem sua exploração do sistema planetário, estão deixando esse sistema planetário. Entretanto, elas levarão milhões de anos para atingir os confins do Sistema Solar, onde situa-se a Nuvem de Oort. Essas quatro

naves levam placas pictoriais e mensagens de áudio e vídeo sobre a Terra, mas, em sua velocidade atual, levarão muitos milhões de anos para chegar perto de qualquer estrela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário